Weintraub debocha e diz que “dezenas de pessoas” o ajudaram em sua fuga para os EUA.

Ex-ministro tem argumentado que saiu do Brasil para evitar sua “prisão e morte”. Atualmente, ele é alvo de inquérito no STF.

Fonte: Revista Fórum
‌‌‌

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi às redes sociais nesta segunda-feira (22) para agradecer às “dezenas de pessoas” que o “ajudaram” em sua fuga aos Estados Unidos neste final de semana.

Weintraub foi exonerado do MEC oficialmente no último sábado (20), em edição extra do Diário Oficial da União, após ter chegado a Miami.‌

“Agradeço a todos que me ajudaram a chegar em segurança aos EUA, seja aos que agiram diretamente (foram dezenas de pessoas) ou aos que oram por mim. Aproveito para dizer que estou bem. Quanto à culinária internacional, ontem fiquei tentado a comer uns tacos, acabou sendo KFC”, escreveu Weintraub no Twitter.

Na sexta-feira (19), Weintraub já havia anunciado que fugiria. “A prioridade total é que eu saia do Brasil o quanto antes. Agora é evitar que me prendam, cadeião e me matem”, disse em entrevista à CNN Brasil.


O ex-ministro é investigado por ter dito, na reunião ministerial de 22 de abril que, por ele, “botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”. Além disso, ele é alvo de inquérito por racismo contra chineses.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *