Iporá-GO: Assassinou a companheira a facadas e fugiu

Homem conhecido como Junão(Julimar) assassinou brutalmente sua companheira Leidiane com várias facadas na noite desta sexta-feira no bairro Mato Grosso.

Por Kleber Moraes/ Central de Jornalismo
Fonte/Foto: Raddar Mix

Tudo leva a crer que o crime tenha sido ‘passional’.
Mas que tipo de paixão leva um homem a desferir várias facadas na mulher que ele diz amar?

Estaria Junão sob efeitos de drogas ilícitas ou lícitas, daquelas que se compra em qualquer boteco de esquina por míseros 2 reais, do tipo ‘marvada’, ‘canjibrina’, ‘a que ‘matou o guarda’, sob efeitos de drogas ilícitas como o crack, cocaína…ou não usava nada e apenas a assassinou por motivos fúteis?

Isso não vem ao caso, porém o argumento de que ele estaria fora de si, poderá ser usado por seu advogado num provável e distante julgamento em tribunal, já que o o criminoso evadiu do local e poderá se apresentar após 24 horas do crime e responder ao processo em liberdade.

Junão é só mais um entre os covardes assassinos de mulheres desse país, onde o ‘feminicídio’ vem avançando a cada dia e se tornando normal num país que perdeu a referência de civilidade para com o sexo frágil, onde até o presidente da república já ameaçou bater em uma mulher em pleno congresso nacional(veja ameaça de Bolsonaro à Maria do Rosário ).

Exemplos que vão construindo sentidos de impunidade entre animais raivosos como o agora foragido Junão, que com certeza, quando for capturado, usará os jargões dos covardes “não doutor eu tava fora de mim” ou aquela outra “ela tava me traindo”, muito manjadas entre o universo machista!
Mas com certeza só quem poderá descrever o que aconteceu, são os moradores da rua E , passantes
ou os funcionários da Farmácia da Rogéria, próxima ao local do violento homicídio que aconteceu por volta das 23 hs dessa sexta-feira e tirou a vida de Leidiane.

A vítima chegou a ser socorrida e levada a Unidade de Pronto Atendimento(UPA), mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

A polícia faz buscas pelo autor, que segundo levantamentos fugiu para a zona rural sentido a uma fazenda na região da Pindaíba onde abandonou o veículo que conduzia e seguiu em fuga.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *