Bife à base de plantas é produzido por impressora 3D em negócio de start-up israelense

A Redefine Meat primeiro testará seu “Alt-Steak” em restaurantes de luxo este ano antes de lançar suas impressoras 3D em escala industrial para distribuidores de carne em 2021.

Por Reuters
Compartilhada por Central de Jornalismo

Chef de cozinha corta pedaço de um bife à base de planta produzido por uma start-up israelense — Foto: Amir Cohen/Reuters

A startup israelense Redefine Meat planeja lançar impressoras 3D para produzir bifes à base de plantas no próximo ano, em uma tentativa de capturar uma fatia do mercado de rápido crescimento de alternativas à carne.
Os substitutos da carne são cada vez mais populares entre os consumidores preocupados com o bem-estar animal e o meio ambiente, aumentando as vendas da Beyond Meat, Impossible Foods e Nestlé.
Gêmeos idênticos seguem dietas diferentes por 3 meses para entender os efeitos do veganismo sobre o corpo
As vendas de alternativas à carne podem atingir 140 bilhões de dólares até 2029, cerca de 10% do mercado mundial de carne, de acordo com o Barclays.
A Redefine Meat, com sede em Rehovot, ao sul de Tel Aviv, primeiro testará seu “Alt-Steak” em restaurantes de luxo este ano antes de lançar suas impressoras 3D em escala industrial para distribuidores de carne em 2021.
Técnico de alimentação um bife à base de planta feito por uma impressora 3D — Foto: Amir Cohen/Reuters
Técnico de alimentação um bife à base de planta feito por uma impressora 3D — Foto: Amir Cohen/Reuters
“Você precisa de uma impressora 3D para imitar a estrutura do músculo do animal”, disse o presidente-executivo, Eshchar Ben-Shitrit, à Reuters.
As máquinas poderão imprimir 20 quilos por hora e, eventualmente, centenas, a um custo menor do que a carne de verdade.
Fundada em 2018, a empresa captou 6 milhões de dólares no ano passado em uma rodada de investimentos liderada pela CPT Capital, investidora da Beyond Meat e da Impossible Foods. A Hanaco Venture Capital e o grupo alemão de aves PHW também investiram na empresa.

Vegetarianos e veganos são mais magros e tendem a ser mais introvertidos, diz estudo alemão
Pratos feitos com “carnes” de base vegetal produzidas por start-up israelense — Foto: Amir Cohen/Reuters
Pratos feitos com “carnes” de base vegetal produzidas por start-up israelense — Foto: Amir Cohen/Reuters
“O mercado está definitivamente aguardando uma inovação em termos de melhoria da textura”, disse Stacy Pyett, que gerencia o programa Proteins for Life na Wageningen University & Research, na Holanda.
Açúcar: quais são as opções para adoçar os alimentos e quais são as mais saudáveis?
Ela disse que a impressão 3D é uma tecnologia que compete para melhorar a textura da carne alternativa, mas “ter novas tecnologias … não necessariamente resolve o problema do sabor”.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *