“Água bateu na bunda de Donald Trump” – Kleber Moraes

Trump anuncia fraude e já pede adiamento das eleições nos Estados Unidos

Por Brasil 247
Compartilhado por Central de Jornalismo

Com a economia dos EUA desabando e sua chance de reeleição praticamente reduzida a pó, Donald Trump resolveu investir contra o processo eleitoral. Afirmou nesta manhã que 2020 terá a eleição “mais imprecisa e fraudulenta da história”. No Twitter, defendeu “adiar a eleição até que as pessoas possam votar de maneira adequada”

247 – Na mesma manhã em que foi anunciada a queda de 32% do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no segundo trimestre deste ano, Donald Trump decidiu atacar o processo eleitoral do país, diante da derrota quase certa. Num tweet, disse que a eleição de 2020 será a “mais imprecisa e fraudulenta da história” e defendeu o adiamento do pleito, apesar da data da eleição norte-americana estar escrita na Constituição do país. A desculpa é o voto pelo correio, que será usado em massa devido à pandemia do coronavírus.

A queda de 32% na economia é a maior da série histórica da economia dos EUA, uma vez que não havia apuração trimestral do PIB durante a Grande Depressão da década de 1930.

“Com a votação universal por correio (não votação ausente, o que é bom), 2020 será a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história. Será uma grande vergonha para os EUA. Adiar a eleição até que as pessoas possam votar de maneira adequada, precisa e segura?”, afirmou na postagem,.

De acordo com pesquisa realizada pela Universidade de Quinnipiac e publicada pela CNN americana neste mês, Joe Biden tem 52% dos votos, contra 37% de Trump. Em junho, Biden aparecia com 51%, contra 40% do atual presidente.

Com uma postura que demonstra falta de rumo no enfrentamento à Covid-19, Trump insistiu em negar os efeitos da pandemia. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos caiu pelo menos 32% no segundo trimestre deste ano.

Os EUA lideram o ranking global de confirmações (4,5 milhões) e mortes (153 mil) provocadas pelo coronavírus. Em segundo lugar está no Brasil, com 2,5 milhões de casos e 90 mil óbitos, seguido pela Índia (1,5 milhão de infectados).

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *