“A China será a locomotiva da recuperação econômica do mundo pós-pandemia”-Rudolf Minsch

Por UrbsMagna
Compartilhado por Central de Jornalismo

A República Popular da China será a locomotiva da recuperação econômica do mundo pós-pandemia, de acordo com o economista suiço Rudolf Minsch, membro da associação econômica Économiesuisse.

Minsch também fez as seguintes declarações:
“É absolutamente importante que a China resista a qualquer tendência de reversão da globalização”
“O mercado chinês se tornou um importante motor de crescimento global devido ao seu tamanho e crescimento contínuo“
“Há todos os motivos para acreditar que o país desempenhará um papel de locomotiva no período pós-pandêmico para estimular a recuperação global”
“Pequim deve continuar seus esforços para criar projetos voltados para o mercado e um ambiente de negócios internacionalizado“
“O mais importante da política econômica chinesa hoje é o compromisso do governo de abrir as portas para o mundo, apesar das dificuldades decorrentes da crise do coronavírus“.
Os mercados abertos são a chave para o crescimento de longo prazo da China e, portanto, do resto do mundo.
Em relação à cooperação econômica entre Pequim e Berna, o especialista lembrou que a China é o maior parceiro comercial da Suíça na Ásia desde 2010 e o terceiro maior do mundo depois da União Europeia e dos Estados Unidos.

Um acordo de livre comércio entre os dois países foi assinado em 2013.

O Prof. Dr. Rudolf Minsch é vice-presidente do Conselho Executivo, chefe de Política Econômica Geral e Educação e Economista-chefe da Économiesuisse – união empresarial suíça que se originou da fusão da USCI (Union Suisse du Commerce et de l’Industrie [“União Suíça do Comércio e Indústria”]) e da Société pour le développement de l’économie suisse [“Sociedade para o desenvolvimento da economia suíça”).

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *