“Expert em guerrilha digital, Marcelo Senise fala em Live sobre o que muda nas eleições 2020”-Central de Jornalismo

Com eleições se avizinhando a live do O Bom conversa com Senise, expert em marketing político e digital

Por Marisa Batalha/O Bom da Notícia
(Foto: Ilustração)image

Compartilhamento: Central de Jornalismo

A live desta próxima terça-feira (18), do site O Bom da Notícia conversa com o sociólogo Marcelo Senise, especialista em Marketing Político e Digital, Ceo da empresa Inteligência Artificial e Monitoramento das Redes.

Tendo em seu portfólio, grandes trabalhos em campanhas eleitorais no país, inclusive, em Mato Grosso, Senise pode estar de malas prontas, ainda que faça mistério, para a realização nestas eleições – municipais e suplementar -, de pelo menos duas campanhas no Estado.

Expert em guerrilha digital e dono de uma habilidade rara política, Marcelo chega trazendo na manga, uma nova maneira de utilizar as mídias sociais.
Expert em guerrilha digital e dono de uma habilidade rara política, Marcelo chega trazendo na manga, uma nova maneira de utilizar as mídias sociais. Como se tivesse descoberto e, claro, mantendo em segredo absoluto, um novo algoritmo[conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas, inclusive, nas redes sociais], para cristalizar informações por meio da web.

“Estamos vivendo um momentos de disruptura [palavra derivada do inglês “disruption” (disrupção), utilizada comumente sob o olhar das inovações digitais]. Assim, podemos observar a quebra de vários paradigmas, sobretudo, no meio de uma pandemia da covid-19 que mudou as regras, colocando fim em algo bastante comum nas eleições: as aglomerações”.

Lembrando ainda que a utilização, sem freio, muitas vezes equivocada das redes, levou a uma perigosa saturação no uso da web, até por conta da falta de uma leitura fina dos conteúdos postados. Ao ressaltar que nos últimos tempos os grupos políticos, de esquerda, direita, centro, ou qualquer outra orientação politico-geográfica-ideológica, armaram verdadeiros exércitos domésticos de snipers, atiradores de elite, para acertar os adversários pelas redes sociais e tentar aniquilar suas ações.

Com a construção de fakes news até com informações pautadas na psicologia reversa, técnica que aposta que a escolha seja a opção oposta a que foi proposta, contudo, minuciosamente desejada por quem a propôs. Contudo, nunca percebida.

Assim, faltando apenas duas semanas para o início das convenções partidárias, com acertos em andamento, quanto aos apoios partidários já se afunilando, Marcelo Senise deverá, obviamente, abrir um debate – em bate-papo com os jornalistas Edivaldo Ribeiro e Marisa Batalha -, prá lá de interessante, de como serão estas eleições, em especial, em Cuiabá.

Principalmente, porque a pandemia da covid-19, obrigou a todos que buscam um cargo, nas urnas, a buscar uma nova maneira de convencer seus eleitores, buscando-os, agora, pelas redes sociais. Uma vez que – por exigência do novo coronavírus -, e como forma de conter a doença que possui disseminação rápida e alta letalidade, as medidas de biossegurança como o distanciamento social e outras regras não farmacológicas, prometem roubar a cena para quem sempre apostou em palanques, discursos e grandes reuniões.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *