“Wal do Açaí”, investigada por suposta atuação fantasma, registra candidatura como “Wal Bolsonaro

Por Carta Capital
*Central de Jornalismo

Uma ex-funcionária parlamentar do presidente Jair Bolsonaro investigada por atuação fantasma registrou-se como “Wal Bolsonaro” ao se candidatar a vereadora na cidade de Angra dos Reis, Rio de Janeiro.

➤ Leia também:
Mulher investigada por ser funcionária fantasma de Bolsonaro recebe apoio de Flávio para ser vereadora

Walderice Santos da Conceição, conhecida como “Wal do Açaí”, é investigada pela Procuradoria do Distrito Federal por ter recebido dinheiro público enquanto não atuava diretamente no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a candidatura de Wal, pelo Republicanos, ainda está sob análise.

Em uma reportagem de janeiro de 2018, a Folha de S. Paulo encontrou Wal na Vila Histórica de Mambucaba, a 50 quilômetros de Angra dos Reis, onde ficava a casa de veraneio do então deputado. No local, ela mantém um pequeno estabelecimento comercial que vende açaí e cupuaçu. Seu marido prestava serviços de caseiro a Bolsonaro.

Enquanto cuidava do negócio, ela recebia 1.351 reais como funcionária do gabinete do então deputado Bolsonaro. No entanto, ela aparentemente não desempenhava funções ligadas à atividade parlamentar. Quando o caso veio à tona, Bolsonaro afirmou a repórteres da Folha que a servidora reportava a ele ou ao seu chefe qualquer “problema na região”.

Apesar do processo na Procuradoria, ainda não houve recolhimento de depoimento de Walderice desde 2018.

Neste ano, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) chegou a endossar a candidatura de Wal e gravou um vídeo com ela no dia 4 de julho, chamando-a de “Wal do Bolsonaro”.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *