Crime: O professor Nazista de Santa Catarina-Por Kleber Moraes-Central de Jornalismo

Wandercy Pugliesi, o professor “nazista” de Santa Catarina, será expulso do partido(PL), pelo qual é candidato a vereador na cidade de Pomerode-SC.

A divulgação do Nazismo é crime e está previsto na Lei 7.716/1989, e encontrando-se disposto no art. 20, §1°, portanto o professor poderá responder criminalmente se assim o Ministério Público se Santa Catarina interpretar a lei.

Pugliese também homenageou Hitler dando nome a seu filho de Adolf, além de manter várias fotografias nas paredes de sua casa do líder nazista que matou milhões de Judeus quando do holocausto.

Leia mais sobre>>>>

“NAZISTA”
Professor candidato em SC que tem suástica nazista na piscina será expulso do partido
Educador batizou o próprio filho com nome Adolf em homenagem ao ditador alemão

Por REDAÇÃO NSC Total

O Partido Liberal (PL) informou ontem, 5ª-feira (8.out.2020) que vai expulsar Wandercy Antonio Pugliesi da legenda. A decisão ocorreu após a repercussão de que o candidato a vereador em Pomerode (SC) é o mesmo homem que ficou conhecido por manter uma piscina com uma suástica nazista em casa. As informações são do jornal NSC Total.

O partido em Santa Catarina desconhecia a filiação do candidato que também é professor. Pugliesi lecionou História em escolas do Ensino Médio de Santa Catarina durante anos. A suástica na piscina dele foi descoberta em 2014, no entanto, o histórico de “admiração” pelo nazismo já foi notícia nos anos 1990.

Em 1998, a Polícia Federal apreendeu, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), livros e materiais com suásticas do professor. Antes, em 1995, ele foi tema de uma reportagem do jornal Zero Hora. Segundo o texto, Pugliesi batizou o filho como Adolf e possuía pôsteres do líder alemão nas paredes de casa.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *