Acenando pra ninguém: Bolsonaro é rejeitado na maior parte das capitais do País

Por Brasil 247
Compartilhado por
Central de Jornalismo

17 de outubro de 2020

Presidente da República, Jair Bolsonaro, cumprimenta populares da Rampa do Palácio do Planalto. 13 de outubro de 2020

247 – Pesquisa Ibope divulgada neste sábado (17) aponta que o governo Jair Bolsonaro é reprovado pela maioria da população em boa parte das capitais do país. Segundo as pesquisas, os maiores índices de rejeição a Bolsonaro estão localizados em Salvador, Teresina, Porto Alegre, Fortaleza, São Paulo, Recife, Belém, Vitória e Florianópolis.

O levantamento, realizado em 25 municípios, é o primeiro feito pelo instituto após o registro oficial das candidaturas que disputam as eleições municipais deste ano.

Em Salvador, o índice dos que consideram o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo chega a 62%. Os índices de aprovação também são muito baixos em cidades como Porto Alegre (26%), São Paulo (27%) e Recife (29%). Para o professor da Universidade Federal de Goiás (UFG) Pedro Mundim, as questões locais exercem influência sobre a avaliação geral. “Em Salvador, há uma tradição de lideranças do PT na capital ou de partidos de esquerda que talvez explique essa reprovação alta. Ou seja, o que é possível dizer é que há questões locais que afetam esses percentuais. Mas, no geral, as capitais estão relativamente dentro da média geral da pesquisa nacional”, observou, em entrevista ao G1.

Segundo a última pesquisa nacional realizada pelo Ibope, em setembro, a aprovação do governo Bolsonaro chegou a 40%, contra 29% dos que avaliavam a gestão como regular.

A capital com maior aprovação a Bolsonaro, ainda de acordo com a pesquisa, é Boa Vista, em Roraima, com 66%. Capitais que registram índice de ótimo e bom acima da média nacional são Manaus, Porto Velho, Cuiabá e Rio Branco. Já Goiânia, Palmas, João Pessoa, Maceió, Macapá, Belo Horizonte e Natal têm índice de aprovação dentro da média nacional.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *