Em carta Ciro Gomes parabeniza o novo Presidente dos EUA

Por Ciro Gomes

7 de novembro de 2020

Presidente eleito Joseph R. Biden

Caro Presidente eleito Biden,

​Escrevo do Brasil para parabenizá-lo por sua eleição e para manifestar a esperança de que sua Presidência venha a marcar virada para melhor nas relações entre os Estados Unidos e o Brasil.

​Dediquei minha vida à ação pública e a lutar para que meu país siga rumo de desenvolvimento que sirva aos interesses e às aspirações do povo brasileiro. Agora trato de organizar, com o apoio de meu partido (o Partido Democrático Trabalhista) e do que espero ser uma aliança de partidos progressistas, minha candidatura à Presidência do Brasil. Sua eleição deu a muitos de nós no Brasil e em toda a América Latina a esperança de poder trabalhar com seu governo e com americanos de todos os quadrantes da vida nacional, dentro e fora dos cargos públicos, para empoderar os homens e as mulheres comuns.

​Os Estados Unidos e o Brasil são as duas maiores democracias do hemisfério ocidental e duas das três maiores democracias do mundo. Governos recentes em ambos nossos países rebaixaram nossa relação ao nível de negociações comerciais de curto prazo e de expressões de afinidade ideológica entre líderes direitistas lá e cá.

​Vemos espaço vasto para colaboração entre os Estados Unidos e o Brasil: para mobilizar tecnologias e práticas de produção avançadas por formas que tornem a maioria trabalhadora e as pequenas empresas nos nossos países mais produtivas e prósperas; para compartilhar experiências na melhora da educação nos nossos países extensos, desiguais e federativos; para dar consequência prática ao ideal do desenvolvimento sustentável (o Brasil conserva na Amazônia e em outras partes de seu território o maior tesouro de biodiversidade e água doce do planeta); para reerguer ordem internacional baseada em regras que não mais se cinja a acertos estabelecidos no rescaldo de uma guerra mundial concluída há setenta e cinco anos; para afastar risco de outro conflito global ainda mais terrível; e, sim, para comerciar de maneira livre e equitativa sob termos que beneficiem a maioria de americanos e de brasileiros. Para este fim, queremos ver não apenas nossos governos nacionais mas também nossos cidadãos, nossas empresas e nossas universidades se darem as mãos.

​Não temos inimigos no mundo. Estamos determinados a trabalhar com outros países grandes — inclusive aqueles que nos acompanham na organização BRICSA: a Rússia, a Índia, a China e a África do Sul, bem como nossos vizinhos sul-americanos e os Estados Unidos, para resolver problemas globais por meio de iniciativas conjuntas de nações soberanas.

​Ao parabenizá-lo por sua eleição, reitero minha fé no potencial do que podem nossos países fazer juntos.

​​​​Com as saudações e o respeito de

Ciro Gomes

———————-

November 7, 2020

President-elect Joseph R. Biden

Dear President-elect Biden,

​I write from Brazil to congratulate you on your election and to express my hope that your Presidency will mark a turning point for the better in the relations between the United States and Brazil.

​Having spent my whole adult life in public service and in a struggle to place my country on a development path that serves the interests and aspirations of the Brazilian people, I am in the process of organizing, on behalf of my party (the Democratic Labor Party) and of what I expect to be an alliance of progressive parties, my candidacy for the Presidency of Brazil. Your election has given many of us in Brazil and throughout Latin America hope that we can work with your administration and with Americans of all walks of life, within and outside government, to empower ordinary men and women.

​The United States and Brazil are the two largest democracies in the Western Hemisphere and two of the three largest democracies in the world. Recent administrations in both of our countries have brought our relationship down to the level of short-term trade negotiations and empty expressions of ideological affinity between right-wing leaders there and here.

​We see a vast space for collaboration between the United States and Brazil: to use the most advanced technologies and economic practices in ways that make the working class majorities and small businesses of our countries more productive and prosperous; to share experiences in the improvement of education in our large, unequal, and federal countries; to give practical effect to the ideal of sustainable development (Brazil holds in the Amazon and elsewhere the greatest treasure of biodiversity and fresh water on the planet); to rebuild a rules-based international order no longer limited by arrangements established in the aftermath of a world war that ended seventy-five years ago; to avert the risk of another, yet more terrible global conflict; and yes, to trade freely and fairly under terms that benefit the majority of Americans and Brazilians. To that end we want to see not just our national governments but also many of our people, businesses, and universities join hands.

​We have no enemies in the world. We are determined to work with other major countries — including the ones who join us in the BRICSA organization: Russia, India, China, and South Africa, as well our South American neighbors and the United States, to solve global problems through initiatives taken jointly by sovereign nations.

​In congratulating you on your election, I reiterate my faith in the promise of what our two countries can do together.

​​​with greetings and respect,

​​​​ Ciro Gomes.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *