Delegado da PCDF é preso com plantação de maconha gourmet

Além de Marcelo Marinho de Noronha, foram detidos a esposa dele e os dois filhos por tráfico

Por Carlos Carone/Mirelle Pinheiro
Compartilhado por
Central de Jornalismo
05/12/2020

O delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Marcelo Marinho de Noronha foi preso em flagrante, nessa sexta-feira (4/12), numa grande plantação de maconha. A investigação de tráfico de drogas é conduzida pela Corregedoria-Geral da corporação.

Noronha foi flagrado com diversas espécies de sementes e mudas, além de plantas já desenvolvidas, em um lote em São Sebastião. O espaço contava com estrutura de iluminação e estufa para condicionamento do entorpecente.

Família do delegado foi presaMaterial cedido ao Metrópoles

Delegado da PCDF é preso no DFMaterial cedido ao Metrópoles

Plantação de maconha encontrada com delegado Material cedido ao Metrópoles

Sementes de origem internacional Material cedido ao Metrópoles

Família do delegado foi presaMaterial cedido ao Metrópoles

Delegado da PCDF é preso no DFMaterial cedido ao Metrópoles

Além do delegado, foram presos a esposa e dois filhos, identificados como Teresa Cristina Cavalcante Lopes, Marcos Rubenich Marinho de Noronha e Ana Flavia Rubenich Marinho de Noronha, respectivamente. A audiência de custódia dos suspeitos deve ocorrer neste sábado (5/12).

MAIS SOBRE O ASSUNTO

“Vovó do tráfico”: idosa de 72 anos é flagrada com 3 kg de maconha gourmet
Polícia descobre laboratório no Lago Norte que produzia maconha gourmet
Vídeos. Traficante de maconha gourmet é preso no DF
Jovem que vendia maconha “gourmet” pelo WhatsApp é preso na Asa Sul
Noronha é delegado da 1ª classe. Ele já atuou na 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) e atualmente integrava a Comissão Permanente de Disciplina (CPD) da PCDF. Procurada pelo Metrópoles, a corporação confirmou a ação e disse que a Corregedoria-Geral de Polícia Civil tem total autonomia para trabalhar.

Entre o material apreendido, após autorização judicial, estão vasos plásticos, 24 plantas grandes que eram cultivadas em tambores, 105 mudas de plantas pequenas, que estavam em recipientes pequenos, e aparentavam ser maconha. Além de 14 luminárias com extensão.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *