Diante da declaração xenofóbica e racista do deputado Rodrigo Amorim, aliado de Bolsonaro, a dignidade da resposta da senadora boliviana Adriana Salvatierra

“Quem gosta de índio vá para a Bolívia”, disse o que quis e ouviu uma resposta grandiosa da Senadora Boliviana Adriana Salvatierra.

“Venham para que vejam como uma sociedade promove a integração, o respeito às identidades e luta abertamente contra a discriminação e o racismo.

Venham para que vejam como uma mulher ‘índia’ pode ser deputada, senadora ou presidenta. E aqui, na Bolivia, é respeitada e sua voz é escutada.

Venham! Por favor! Para que aprendam como o Estado tem por lei o compromiso de respeitar os territórios e não os asfixia com pobreza para promover o cultivo de transgênicos de 5 famílias.

Venham. Conhecerão um povo que valoriza suas origens e sua história, um povo que despreza a exploração e a opressão. Aqui aprenderão o que é a verdadeira autoestima de um povo que não esconde suas cores.

Mas tragam esse deputado.

Para que ele percorra os territórios indígenas e veja também como lutam todos os dias nas cidades para manter sua cultura e avançar junto ao país. Se o trouxerem, vamos ensiná-lo como os índios governam, não para uma classe, para um grupo de famílias, senão para todo o país.

Tragam-no para que as ‘índias” possamos ensinar nossa própria história, tragam-no para que veja como un país de ‘índios’ dá lições de humanidade, humildade, honestidade e sacrifício. Assim somos as bolivianas e os bolivianos, e nos sentimos orgulhosos.”

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *