Obama, Bush e Clinton se oferecem para tomar vacina contra Covid-19 diante das câmeras

Por TV Cultura
Compartilhado por
Central de Jornalismo
07 dezembro de 2020

“Devo tomar ao vivo na televisão ou filmar, para que as pessoas saibam que confio na ciência”, afirmou Obama em uma entrevista de rádio nesta quarta (2). “Prometo que quando estiver disponível para pessoas que estejam em risco menor, vou tomar”, disse o Democrata, que aos 59 anos é o mais jovem entre os três e, portanto, não faz parte do grupo de risco para a Covid-19. 

Representantes de Bush e Clinton afirmaram à emissora CNN que os ex-presidentes também vão participar da iniciativa assim que a vacina estiver disponível e aprovada, e pediram que o povo faça o mesmo.

Atualmente, as vacinas das empresas Pfizer e Moderna aguardam aprovação emergencial da FDA (Food and Drug Administration), agência reguladora similar à ANVISA. Ambas têm índices de eficácia maiores do que 90%.

A resistência da população à vacina, porém, preocupa especialistas. Em uma pesquisa realizada entre 19 de outubro e 1 de novembro pelo instituto Gallup, 58% dos norte-americanos declararam que vão se vacinar quando o imunizante começar a ser distribuído. O número mostra aumento em relação ao último levantamento, segundo o qual apenas 50% da população teria intenção de se imunizar.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *