“Juiz ladrão”, gritaram os torcedores do Paranoá EC no YouTube

Por Accosta Ramirez
Central de Jornalismo
27 de setembro de 2021

Em jogo pela segunda rodada do Campeonato de Futebol do Distrito Federal Segunda Divisão, sem abertura dos portos para o público, somente quem estava ligado no YouTube pode presenciar uma das grandes lambanças de um trio de arbitragem no futebol de Brasília em pleno Abadião, algo não muito raro por aqui na capital.

Acontece que o trio de arbitragem composto pelo Juiz Francisco Diego e os assistentes Gutenberg Lourenço e Josieliton Siva, protagonizou erros de arbitragem que sequer precisaria de VAR para checar quanto grosseiros foram, mas o que mais ficou explícito foi que o apito só funcionou contra o time do Paranoá EC.

“É seu juiz, o senhor poderá pedir música no Fantástico da Rede Globo”, disse o narrador que estava transmitindo a partida pelo YouTube, quando o árbitro deu o segundo cartão amarelo para o jogador Wisman do Brazlandia e não o expulsou e num lance seguinte deu o terceiro cartão e só aí expulsou o atleta.

Minutos após a expulsão o time do Paranoá EC fez o segundo gol que o juiz também anulou alegando impedimento, o que a foto acima (tirada do vídeo da transmissão no exato momento do chute) mostra que o zagueiro do Brazlandia dava condições ao jogador Daniel do Paranoá EC.

“ Ta parecendo que essa arbitragem foi ao estádio para combinar resultados”, tuitou o experiente ex-jogador João Paulo que acompanhava o jogo on line.

São erros grosseiros como esses, tendenciosos ou não, que impedem que o futebol de Brasília seja levado a sério.

Para sorte dos trio de arbitragem e azar do Paranoá EC, no jogo não tinha a tecnologia do VAR, para mostrar o erro grosseiro da arbitragem que impediu que o time do Paranoá EC assumisse a liderança do grupo na segundona, rumo a primeira divisão do Distrito Federal.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *