Igrejas são incendiadas em ato contra visita do Papa ao Chile

Ataques começaram na última semana em diversas cidades

Igrejas são incendiadas em ato contra visita do Papa ao Chile
Duas das instituições ficam na cidade de Cunco, a 700 quilômetros de Santiago, onde o Pontífice está hospedado hoje (16). O outro incêndio ocorreu na paróquia Mãe da Divina Providência, em Puente Alto, na periferia de Santiago.

Somando com os ataques da última semana, já são nove as igrejas atacadas com bombas caseiras, que destruíram partes delas, pelo país. Apesar dessas últimas três não terem sido reivindicadas, os ataques são investigados como ações de grupos anarquistas.

Diversos protestos contra a visita do Papa – com pautas que vão desde o gasto de dinheiro público em segurança até os casos de pedofilia cometidas por sacerdotes – foram registrados pelo país. Segundo a polícia, até esta terça-feira, 35 pessoas já foram presas por conta dos protestos.

 

*Com informações da ANSA

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *