Consulesa francesa tem quarto invadido e é estuprada no Rio Grande do Norte

Uma consulesa francesa foi vítima de um estupro, na última terça-feira, em Tibau do Sul, litoral do Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu dentro de um quarto na casa de amigos da vítima, onde ela estava hospedada, durante a madrugada de quarta-feira. A vítima, que teve a identidade preservada, não reconheceu o criminoso.

Segundo o diretor de Polícia Civil do interior, Lenivaldo Pimentel, a consulesa estava dormindo, quando o cômodo foi invadido pelo estuprador.

— Ela contou que ele entrou no quarto quando ela estava dormindo e cometeu o crime. O casal de amigos estava no outro quarto e não ouviu o que aconteceu. Coletamos objetos em que o criminoso tocou para confrontarmos DNA. Ela não identificou o criminoso, mas forneceu algumas características pelo que conseguiu perceber — disse.

O delegado responsável pelo caso, Luciano Augusto, afirmou que a vítima ainda será chamada para prestar depoimento. Segundo ele, algumas pessoas já foram ouvidas informalmente.

— Começaremos a colher os depoimentos sobre este caso durante a semana. Não ouvimos a vítima formalmente ainda porque ela está se recuperando. Até o momento, sabemos que ela não conseguiu reconhecer o criminoso. Realizamos a perícia técnica, mas não posso falar muito sobre o caso para não atrapalhar as investigações. Foi um crime sexual e estamos tentando identificar o responsável por ele — disse.

A consulesa foi encaminhada para o Instituto Técnico-Científico de Perícia, em Natal, onde passou por exames. Ela foi encaminhada a uma unidade de saúde onde recebeu atendimento médico. A reportagem procurou o Consulado Honorário da França no Rio Grande do Norte, mas ninguém atendeu as ligações ou retornou às mensagens.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *