Saiba para onde vai o lucro da Petrobras

Para alguns brasileiros, o lucro da Petrobras pode não ser sinônimo de comemoração. Isso porque muitos cidadãos não sabem sequer para onde segue tal resultado financeiro. No entanto, o fato se ter uma companhia tão lucrativa em solo brasileiro ajuda, e muito, o País. Isso porque, entre os maiores acionistas da Petrobras está o governo
federal que, embora para muitos seja um ente distante, trata-se do gestor dos bens de toda a população. Assim, o resultado de suas contas tem impacto direto na capacidade de manutenção dos serviços ofertados à população.

Com 55% das ações da petroleira, é dele a maior parte do lucro registrado.
Só no primeiro semestre foram R$ 15,7 bilhões de lucro, dos quais 8,7 bilhões no segundo trimestre deste ano.
A Petrobras tem distribuído ao longo dos últimos anos 30% do lucro
entre os acionistas e investido cerca os 70% restante na companhia.
Ou seja, mais da metade dos 30% de lucro que são verdadeiramente pagos seguem para a conta do tesouro nacional.

 

Segundo os resultados obtidos até agora, é como se o governo federal já
tivesse direito a uma fatia de R$ 2,58 bilhões, tendo em vista que 30%
dos R$ 15,7 bilhões seriam para divisão de dividendos, dos quais 55%
ficam com o sócio majoritário e o restante com os demais acionistas.
Entre eles, muitos trabalhadores que aportaram recursos do Fundo de
Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para adquirir ações da promissora
companhia.

“Ela faz distribuições anuais dos dividendos entre os acionistas.
Isso ocorre nos primeiros meses do ano seguinte ao balanço em questão”,
explica o administrador e integrante da Multinvest, Luiz Pablo Moraes.
Segundo integrantes da Petrobras, todo o processo de reinvestimento dos
recursos precisa receber o aval da assembléia ordinária realizada
normalmente entre fevereiro e março do ano seguinte.
Portanto, os
R$ 15,7 bilhões registrados no primeiro semestre ainda precisam ser
somados ao resultado do segundo semestre para, só depois, teoricamente
voltar para a conta do brasileiro, quando o governo receber sua parte
no total do lucro.

Muitos brasileiros podem acreditar que ao cair na conta única do governo o recurso termina se perdendo, sem grandes impactos.
Mas, na prática, receber um retorno anual influencia na contabilidade
geral, garantindo o superávit das contas públicas, por exemplo.

a capacidade de investimento constante com os sucessivos resultados
positivos terminam colocando a companhia em lugar de destaque na
geração de emprego e renda.
E não é preciso ir muito longe para buscar exemplos de aportes feitos pela Petrobras por causa da sua capacidade de caixa.
A Refinaria Abreu e Lima é um dos investimentos em Pernambuco que
prometem mudar o perfil econômico do Estado com geração de emprego e
renda.
O empreendimento está localizado no Complexo Portuário de Suape e receberá um aporte total de US$ 4 bilhões.

Outro dado que tem influência direta nas contas públicas é a alta contribuição da empresa com o pagamento de impostos.
No primeiro semestre, a Petrobras estima ter gasto R$ 70 bilhões com a
quitação de impostos, taxas e pagamento de royalties, por exemplo.

Os R$ 8,7 bilhões registrados de lucro no segundo trimestre do ano
ficaram, inclusive, acima do esperado pelo mercado que projetava algo
em torno de R$ 7,9 bilhões, segundo analistas consultados.
Em 2006, a Petrobras fechou o exercício anual com um resultado positivo de R$ 26,06 bilhões.
No ano passado foram outros R$ 22,03 bilhões.
Apesar do lucro, nos últimos meses as ações da Petrobras têm registrado recuo na Bolsa de Valores.
Este mês, a queda está em (-8,33%).
Nos últimos 30 dias está em (-18,94%) e, no ano, (-25,07).
Ainda assim, observando os últimos doze meses, a rentabilidade é de 36,37%.
“É importante ter nessas ações um investimento a longo prazo.
O mercado acionário não é indicado para aplicações de curto prazo.
Isso devido à volatilidade”, explica Luiz Pablo Moraes.
Os analistas apontam aplicação em ações para, ao menos, um ano de permanência.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *