‘Miliquetrefes” idiotas fantasiados de militares do Exército são desmascarados pela instituição-Por Kleber Moraes

O Comando Militar do Leste fez questão de desvincular a instituição do vídeo que circula nas redes onde um grupo ‘travestido’ com roupas militantes, ataca partidos e militantes de esquerda contrários ao Governo Bolsonaro, diz a nota “a seção de comunicação do comando do leste informa que não há nenhuma relação da Instituição com o evento citado e que o grupo que aparece no vídeo é formado por ex-militares e civis em geral: “O Exército Brasileiro não compactua com qualquer tipo de conduta ilícita por parte de seus integrantes, repudiando veementemente atitudes e comportamentos em conflito com a lei, com os valores militares e/ou com a ética castrense”.

Bolsonaristas fantasiados com roupas militares não são do Exército

Vídeo com ameaças a militantes de esquerda que defendem o impeachment de Bolsonaro ganhou resposta da instituição

Por Robson Bonin/Veja
Compartilhado por
Central de Jornalismo
23 de março de 2021

Desde o fim de semana ganhou as redes um vídeo em que homens fantasiados com roupas camufladas — e a boina da brigada paraquedista — e camisetas de apoio a Jair Bolsonaro ameaçam a esquerda a “tentar”levar adiante um processo de impeachment contra o presidente.

O tom da fala de um dos personagens é de levante: “Aê pessoal da esquerda. Quer dizer que vocês querem impeachment, querem derrubar o nosso presidente

Deixa eu falar uma coisa para vocês (mostrando outros homens fantasiados no vídeo), ele não está sozinho. Só para lembrar. Junta o que vocês tiveram de melhor e tentem”.

Em nota, a Seção de Comunicação Social do Comando Militar do Leste informa que não há nenhuma relação da Instituição com o evento citado e que o grupo que aparece no vídeo é formado por ex-militares e e civis em geral: “O Exército Brasileiro não compactua com qualquer tipo de conduta ilícita por parte de seus integrantes, repudiando veementemente atitudes e comportamentos em conflito com a lei, com os valores militares e/ou com a ética castrense”.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *