Xuxa, seu passado é ‘heavy’ baby- Por Grace Maya

A Xuxa não é qualquer pessoa, é a Xuxa, e o que ela diz publicamente é muito importante

Por Grace Maya
Central de Jornalismo
29 de março de 2021

Gente, raramente escrevo o post no domingo, mas às vezes acontece de ter uma ideia antes, então aproveito e escrevo. Normalmente, nesses últimos 5 anos, nunca sei o que vou escrever na segunda, acordo e não tenho nada para escrever, me dá pânico e preguiça, mas penso, e o que o que me vem primeiro na cabeça agarro, desenvolvo, e no final dá tudo certo. Sabe que é por isso que o texto fica cheio de erros de ortografia, eu escrevo de uma vez, verborragicamente e depois vou corrigindo ao longo do dia. Mas sabe que ontem escrevi dois posts, estava com muita raiva, de coisas pessoais e de coisas públicas, se é que existe essa divisão, mas acho que esse de coisas públicas é o mais light, então vai esse:

Poderia não falar nada sobre o tema Xuxa, mas sinceramente, acho que tenho que falar porque parto do entendimento que na Argentina descobri que tanto aqui, como no Paraguai, Xuxa é bastante conhecida, a ponto de poder dizer a vocês que conheci milênios(!) que a conhecem, e a ponto de alguns deles dizerem que não sabiam que ela é brasileira, de tão naturalizada ao imaginário da américa latina!!! Meu deusuuu, ou seja, ela é uma celebridade internacional, quase um mito,é sim um tema de muita relevância. Outro ponto relevante é entendermos que a figura dela está ligada a nossos afetos mais infantis, foi na infância quando fomos atacados por seus discursos ideológicos, quando ainda nem sabíamos ler e escrever, é muito grave, na minha matrix é persona non grata.

A Xuxa não é qualquer pessoa, é a Xuxa, e o que ela diz publicamente é muito importante, principalmente em tempos que vemos diante dos nossos olhos os resultados fatais de ideologias decolonialistas-nazi-fascistas que sustentam a permanência no poder das hegemonias brancas dominantes e mais precisamente do presidente louco esse.

A Xuxa marcou minha infância, uma das primeiras pessoas que admirei e tive vontade de comprar produtos validados por sua figura. Também lembro que o único concurso público disponível para crianças, era o cargo de paquita, que excluía totalmente a possibilidade de eu poder participar, porque tenho um pézinho na senzala. Por sorte, não afetou negativamente minha autoestima, mas somente por sorte, porque na verdade era muito forte a imagem das loiras felizes.

Ontem, vi um post alegando, em defesa da loira satânica, que dizia que todos éramos nazi nos anos 80! What??? Bueno, bueno….vamos por partes! Talvez seja uma generalização que condiz muito mais com a realidade de Brasília, que sim, talvez essa cidade aceite melhor essa generalização, criada com conceitos comunistas muito duvidosos e povoada por gente que nega sua própria classe social e seu passado, gente com cabelos pintados de loiros que se creem ários, existem de rodo mesmo desde sempre, meus pais são um exemplo, e sim, muita coisa era mais aceita, e naturalizada em geral no mundo. Mas não creio que se possa comparar uma pessoa comum a uma pessoa que fez milhões de dólares vendendo a figura de hegemonia branca, milhões de dólares vendendo a supremacia branca como mundo encantado.

Não tenho como provar que eu não era e nunca fui racista, apesar de ser criada por pais racistas, mas achar que essa declaração da loira é inocente nesse momento,com esse genocídio em marcha diante dos nossos olhos!!! Come on! Esse genocídio é fomentado por esse tipo de discurso mesmo,que antes não passava de discurso burguês, mas que agora não podemos negar que são essas pessoas, que pensam assim, que colocaram esse presidente no poder, gente que tem essas verdadezinhas em frases compactas, com soluções mágicas, para problemas que els não têm o menor interesse em resolver. E vamos pontuar de novo, ninguém faz milhões sem saber muito bem, da onde essa grana vem, se a grana vem da violência racial, a grana vem manchada de sangue e ela sabe disso.

Tampouco creio, que Xuxa tenha se convertido totalmente, é certo que ultimamente aparece em entrevistas com discursos bastantes razoáveis, toda simpática e reflexiva ,quase uma iluminada, imagino eu, comportamento derivado de um coaching feito por Sasha, que foi para NY abrir a cabeça, e lhe disse algo tipo: mãe, pára tudo, que você tá louca, e seu passado é heavy querida! Vamos arrumar, porque não aguento ser filha disso!

Vamos combinar! Você acha mesmo que tipo nunca, ninguém falou pra ela que ela tá errada sobre essa afirmação da semana. Nammm, pára né, é uma mulher grande, não é uma adolescente! Alguém, em algum momento, argumentou sobre isso, porque não foi de repente que ela chegou a essa conclusão, ou pior, se ela nunca ouviu uma argumentação contrária, quer dizer que vive ao redor de nazis a vida toda, pior! Ou seja, será que ela e nem Sashinha, sabem que o problema carcerário nas grandes potências capitalistas liberais é um problema político-filosófico, que pode-se resumir em puro racismo, e que as maiores comunidades carcerárias do planeta, não por coincidência, são das grandes potências liberais, que em sua base têm uma divisão de classes arcaica, decolonial, que geram miséria onde há riqueza, devidamente justificadas por Locke e a igreja católica que sempre se meteu onde há exploração da raça humana, e que esses países, como Brasil e Estados Unidos, por sua vez geram um alto consumo de drogas, que por sua vez facilita o trabalho da polícia. E ela não sabe que tem uma gente fazendo muita grana com esse tipo de pensamento, seja pelo tráfico de drogas e armas, que justifica e também enriquecem pastores de todo mundo, seja por sistema carcerários privados, e outras facetas que essa gente perversa logra inventar, como a política de hoje. O sistema carcerário é um sintoma, um resultado, não é um problema, é resultado do problema, helooou!

Não, não creio que a xuxa é tão bobinha que não sabe que soluções mágicas com argumentos nazis são totalmente impertinentes ao lugar que ela reclama hoje, o lugar de iluminada que vem ajudar a salvar o planeta. Ela sabe muito bem que com a enxurrada de novas celebridades, ela tem que dizer algo para causar e fazer a galera seguir falando dela, puro marketing, assessorado e bem pensado. E espero vê-la respondendo judicialmente por essas afirmações.

Bueno, de resto, não há novidades no reino da Dinamarca, as notícias que vêm do norte são péssimas, não há nenhuma movida para resolver, esperemos que mãe natureza nos salve e tenhamos força para seguir.

Desejo a vocês uma semana tranquila com muita luz e força!
Se cuidem, fiquem vivos!

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *