Prejuízo aos cofres públicos: Dallagnol terá que devolver dinheiro gasto irregularmente

Por Humberto Costa
Central de Jornalismo
12 de novembro de 2021

O TCU determinou que procuradores que atuaram na Lava Jato devolvam os recursos de diárias e viagens que receberam quando trabalhavam na força-tarefa.

O ministro Bruno Dantas, relator da tomada de contas especial no tribunal, concluiu que houve prejuízo ao erário público e violação ao princípio da impessoalidade, com a adoção de um modelo “benéfico e rentável” aos integrantes da operação.

Cinco procuradores devem ser citados para que devolvam o dinheiro: Antonio Carlos Welter, Carlos Fernando Lima, Diogo Castor de Mattos, Januário Paludo e Orlando Martello Junior. Já Deltan Dallagnol, que coordenava a força-tarefa de Curitiba, será citado para devolver solidariamente recursos aos cofres públicos por ter supostamente idealizado o modelo de trabalho do grupo de procuradores da operação.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *