Abaixo-assinado pedindo impeachment de Gilmar Mendes atinge 1,6 milhão de assinaturas

A petição está hospedada no site change.org e cita decisões em favor de Anthony Garotinho, José Dirceu, Eike Batista, entre outros

O ministro do Supremo Gilmar Mendes é alvo de um abaixo-assinado que soma 1,6 milhões de assinaturas pedindo seu impeachment. A petição está hospedada no site change.org e é endereçada ao Senado. As decisões judiciais do ministro costumam causar polêmica. Na mais recente, Mendes concedeu um habeas corpus ao ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho.

De acordo com o texto, as sentenças proferidas por Mendes contrariam a lei e a ordem constitucional. O autor da petição, José Luiz Maffei, cita também a soltura do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e do empresário Eike Batista, ambos condenados no âmbito da Operação Lava Jato. O texto ainda diz que o ministro “concede habeas corpus a poderosos” e que “julga com parcialidade e a favor dos interesses que nem sempre coincidem com o bem comum”.

O abaixo-assinado menciona também o caso de Jacob Barata Filho, o Rei do Ônibus, alvo de um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, solto três vezes pelo ministro — que inclusive foi padrinho de casamento da filha do réu — e o habeas corpus concedido ao banqueiro Daniel Dantas, preso em 2008 durante a operação Satiagraha, deflagrada pela Polícia Federal (PF) para investigar crimes de lavagem de dinheiro, desvio de verba pública e corrupção.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *