Cidade onde Brasil estreia é ‘capital mundial de serial killers’

Seleção de Tite enfrentará a Suíça em Rostov do Don

Conhecida como a capital mundial dos serial killers, ela tem indicações em guias turísticos, aponta O Globo, de que não há “nenhuma razão particular para ficar lá além de um dia”.

Entre 1978 e 1990, Andrei Chikatilo, engenheiro ucraniano, matou 56 pessoas na cidade. Ele é tido até hoje como o maior psicopata da Rússia. Ele foi executado em 1994.

“Não tem nada a ver com a nossa água local. Serial killers existem em toda parte, mas aqui nós temos mais prática na captura deles, por isso as estatísticas são mais elevadas”, disse à BBC o psiquiatra Alexander Bukhanovsky, morto em 2013, que ajudava a polícia na prisão de serial killers.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *