Brasil dá adeus ao maior lixão da América do Sul

Adeus estrutural

.

Em atividade desde a década de 1950, o Lixão da Estrutural – considerado o maior da América Latina e o segundo do mundo com 200 hectares de área – foi desativado neste sábado (20). O encerramento das atividades ocorre 8 anos após determinação judicial.

A partir de agora, todos os rejeitos serão despejados no Aterro Sanitário de Brasília, em Samambaia, ao lado da DF-080. Os catadores serão transferidos para cinco galpões de reciclagem com capacidade para 1,2 mil trabalhadores cada. (Entenda abaixo).

Cerimônia de fechamento do Lixão da Estrutural, em Brasília (Foto: Marília Marques/G1)Cerimônia de fechamento do Lixão da Estrutural, em Brasília (Foto: Marília Marques/G1)

Cerimônia de fechamento do Lixão da Estrutural, em Brasília (Foto: Marília Marques/G1)

A cerimônia oficial de encerramento ocorreu por volta das 9h, com a presença da diretora-presidente do SLU, Kátia Kampos, e do governador Rodrigo Rollemberg. Em ato simbólico, ele fechou o portão do lixão com correntes de ferro e cadeado.

Rollemberg disse estar emocionado com o fechamento e afirmou que os novos galpões “darão mais dignidade [aos catadores], seres humanos como nós”.

“Estamos fechando uma ferida cravada no coração de Brasília e do Brasil.”

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, em cerimônia de fechamentod o Lixão da Estrutural (Foto: Marília Marques/G1)O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, em cerimônia de fechamentod o Lixão da Estrutural (Foto: Marília Marques/G1)

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, em cerimônia de fechamentod o Lixão da Estrutural

Durante o evento, uma nuvem de fumaça cinza foi vista à distância, no local onde o lixo é enterrado. O Corpo de Bombeiros, que estava presente, informou não ser possível identificar as causas.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *