Suspeito de esfaquear Warley é travesti e conta outra versão do caso

Segundo Victor Coelho, o ex-jogador se recusou a pagar um programa e gerou uma briga entre eles
Suspeito de esfaquear Warley é travesti e conta outra versão do caso
Preso nesta terça-feira (30) em João Pessoa (PB), o suspeito de ter esfaqueado o ex-jogador Warley contou à Polícia Civil outra versão do caso. Identificado como Victor Coelho, ele disse que trabalha como travesti e negou que tenha havido assalto.

O rapaz também afirmou que não é o autor das facadas contra o diretor de futebol do Botafogo-PB, contradizendo o depoimento de Warley.

Victor Coelho revelou que trabalha como travesti e usa o nome “Victoria”. O suspeito contou que foi contratado por Warley para fazer um programa, mas o ex-jogador de Grêmio, Palmeiras e São Paulo não quis pagar o combinado, que era R$ 80. A recusa teria causado uma briga entre eles.

“Ele me ofereceu a casa dele para irmos e eu disse que sim. Mas, do nada, desistiu e quis fazer ali mesmo. Chegando lá, queria ir para o banco de trás sem antes nem me pagar a metade e nem nada. Aí eu pedi: “Me dê pelo menos a metade para poder começar a fazer algo mais”. E, nisso, ele disse que não e que ia para o banco de trás. Depois de tanto insistir pelo antecipado, ele desistiu. E eu disse: “Então me dê a metade, porque eu já gastei tempo e dinheiro”, afirmou o suspeito, de acordo com informações do Globoesporte.com.

Notícias ao Minuto

Victor Coelho como Victoria

 

A Delegacia de Roubos e Furtos localizou Victor através do celular de Warley, que ficou com ele. O ex-atacante da seleção brasileira contou, na segunda-feira (29), que fora assaltado ao parar em um sinal de trânsito no Bairro de Manaíra, em João Pessoa, na madrugada de sexta-feira (26).

Notícias ao Minuto

Victor Coelho / Reprodução – TV Cabo Branco

 

O ex-atacante recebeu três facadas nas costas, teve o pulmão perfurado e precisou passar por duas cirurgias. Ele, que está internado, contou que foi assaltado e disse que estava embriagado. A investigação deve ser concluída nos próximos dias.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *