Flamengo é campeão da taça Guanabara 2018

Não foi fácil como imaginava, mas aconteceu o previsível. O Boavista vendeu caro, mas sucumbiu ao Flamengo diante de 19 mil fanáticos no Kleber Andrade, em Cariacica. Com gol contra de Kadu Fernandes e um de Vinicius Júnior, o Fla é o campeão da Taça Guanabara, de forma invicta, ao vencer por 2 a 0, e garante vaga nas semifinais do Carioca. Ao todo, foram seis vitórias e um empate. Apenas um gol sofrido.

GOL CHORADO

Não poderia ser de outra maneira. O Boavista valente, vendia caro demais a derrota para o Flamengo. E foi em um jogada isolada que Kadu Fernandes cabeceou contra e deu o título ao Fla. Até aquele momento, o Fla tinha 60% de posse de bola e apenas 3 finalizações certas em gol.

MENINO VOANDO

Vinicius Junior foi o cara do Flamengo na Taça Guanabara. Além de grandes jogos, entrou desafogando o time para conquistar a vitória. Deu dribles desconcertantes e ainda deixou o seu de oportunismo.

UM INÍCIO EQUILIBRADO

Para quem esperava o Boavista se defendendo e o Flamengo pressionando com a mão na taça, se equivocou. O time de Saquarema começou bem no primeiro tempo e tentou arrancar um gol. Chegou com perigo, assim como o Fla. O equilibrado 0 a 0 na etapa inicial foi justo. Foi um bom jogo até então.

FESTA LINDA DA TORCIDA

A final da Taça Guanabara mais parecia decisão de Mundial de Clubes para os torcedores do Flamengo em Cariacica. A torcida presente apoiou durante os noventa minutos, cantou e fez festa dentro e fora do estádio. Uma aula dos rubro-negros capixabas de como torcer.

FICHA TÉCNICA

BOAVISTA 0 X 2 FLAMENGO

Data-Hora: 18/2/2018 – 17h (de Brasília)

Estádio: Kleber Andrade, em Cariacica (ES)

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Silbert Faria Sisquim (RJ)

Público/Renda: 15. 587 pagantes ( 17. 787 presentes) / 1 352 600,00

Cartões amarelos: William Maranhão, Douglas Pedroso, Erick Flores (BOA); Henrique Dourado (FLA)

Gols: Kadu Fernandes (contra), aos 19’/2ºT (0-1), Vinicius Junior, aos 32’/2ºT (0-2)

BOAVISTA: Rafael, Thiaguinho, Gustavo Geladeira, Kadu Fernandes (Elivelton, aos 30’/2ºT) e Júlio César; William Maranhão, Douglas Pedroso, Fellype Gabriel (Cláudio Maradona, aos 19’/2º), Erick Flores e Lucas; Leandrão (Tartá, aos 26’/2ºT). Técnico: Eduardo Allax.

FLAMENGO: César, Pará (Rodinei – intervalo), Réver, Rhodolfo e Renê; Cuéllar (Jonas, aos 40’/2ºT); Everton Ribeiro, Diego, Lucas Paquetá (Vinicius Junior, aos 17’/2ºT) e Everton; Henrique Dourado. Técnico: Carpegiani

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *