Campeonato Brasileiro – Grêmio vence Cruzeiro fora de casa

O Campeonato Brasileiro começou, mas o Cruzeiro não se apresentou para o torneio. Em uma tarde de sábado bastante sonolenta, o time de Mano Menezes esteve muito aquém frente ao Grêmio e acabou perdendo o primeiro jogo dentro do Mineirão em 2018. Um 1 a 0 que expôs a necessidade de muitos ajustes pensando na decisão que o time terá pela frente na quinta, quando viaja ao Chile para jogar a vida contra La U pela Libertadores. O gol gremista foi marcado pelo ex-atleticano André na segunda etapa.

Pelo Brasileiro, o time volta a campo no próximo domingo, às 16h, para encarar o Fluminense, no Maracanã. Se o objetivo era começar o Brasileiro de forma acelerada, caberá ao Cruzeiro buscar a recuperação o mais rápido possível e longe de casa.

O jogo

Apesar dos gremistas celebrarem ao menos o domínio da posse de bola na etapa inicial (67% contra 33%), os gaúchos não deram muitos sustos em Fábio. Enquanto os cruzeirenses conviveram com a pouca inspiração dos homens de frente. As jogadas ofensivas da Raposa quase sempre eram originadas na ponta direita, mas nada que levasse perigo a Grohe. Sóbis, caindo pela direita, dedicava-se muito à recomposição, com Neves, Robinho e Arrascaeta bastante sumidos em campo.

Com zero, absolutamente zero, chances de gol para os dois lados, algumas vaias reverberaram no Mineirão assim que o juiz Rodolpho Toski apitou o fim do primeiro tempo. Mano então decidiu mudar a equipe. Sacou Sóbis e mandou a campo Sassá. O camisa 99 mostrou presença ofensiva, incomodando desde os primeiros minutos que entrou em campo. Porém, a sonolência dos meias ainda incomodava.

E foi aí que o Grêmio, ao seu estilo, atacou de forma incisiva pela primeira vez no jogo e chegou ao gol. Aconteceu aos 9 min, em uma jogada que Egídio está ainda procurando Ramiro. Depois do desvio de Cícero, André, o Bebezão, aquele mesmo que jogou no Atlético, mandou para o fundo das redes de Fábio. Um gol logo em sua estreia pelo Tricolor.

O Cruzeiro, enfim, colocou Grohe para trabalhar dois minutos depois. Um chute de Thiago Neves defendido pelo goleiro gremista. Mas a atuação continuava sonolenta. Mancuello substituiu Cabral na tentativa de dar mais mobilidade e mesmo com um a mais, já que o zagueiro argentino Kannemann foi expulso após carrinho em Arrascaeta, a primeira expulsão do defensor em 91 jogos pelo Tricolor. O Cruzeiro terminou o jogo com uma linha de frente formada ainda por Rafael Marques, e as melhores chances saíram no finalzinho, com Arrascaeta e Mancuello. Mas a reação foi tardia. Esta foi a primeira derrota do Cruzeiro em 11 jogos no Mineirão em 2018. Antes, a equipe acumulava nove vitórias e um empate.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *