Monte Mor/SP “prefeito compra dívida consignada de servidores

Central de Jornalismo
19 de março de 2021

Medida inédita, se aprovada, visa aliviar sufoco de funcionários públicos endividados durante a Pandemia.

A inovação e renovação trazidas em pequena cidade do interior com a eleição do empresário EDVALDO BRISCHI para o cargo de prefeito tem feito bem para a população de Monte Mor, município com cerca de 80 mil habitantes na região de Campinas, interior de São Paulo.
Com estilo direto e gerencial privado, o atual chefe do executivo municipal que nunca tinha ocupado antes cargo público, vem fazendo ao lado da primeira-dama e secretária de Ação Social- ELIANE BRISCHI um trabalho diferente no comando do município , o que tem causado boa impressão junto a comunidade e formadores de opinião.
Isso deve-se em parte às ações coordenadas pela nova equipe de trabalho na prefeitura em relação ao combate, atendimento e prevenção junto aos cidadãos com diagnóstico positivo ou suspeita para COVID-19. Outra iniciativa que deve trazer muitos benefícios para a categoria do Funcionalismo local e consequentemente para a melhoria na qualidade do atendimento ao público, será a possibilidade da compra de todas as dívidas feitas através de empréstimos consignados de servidores, atualmente em dificuldades com o desconto automático em folha, o que faz com que muitos deles ao final do mês nada recebam.
Para essa operação a Administração pretende usar recursos da IPREMOR (INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE MONTE MOR) que poderá repactuar e alongar a dívida do Servidor em prazo mais longo e juros bem mais baixos, apenas para manter a rentabilidade do fundo de interesse do próprio assalariado por conta de sua futura aposentadoria. Além disso o novo empréstimo social terá a cobertura de seguro especial para o caso de falecimento do tomador do empréstimo que quitaria e extinguiria o valor do empréstimo contraído automaticamente.
Com dinheiro em caixa para aplicar, cerca de 40 milhões de Reais, a IPREMOR irá com essa futura operação, investir de forma segura no próprio servidor, o seu maior interessado em termos de liquidez e garantias de saúde financeira permanente através dos que bancam a sua própria existência, num ciclo virtuoso de auxílio e rendimento.
Por enquanto a proposta de EDVALDO está em fase inicial de estudos na área jurídica da prefeitura , junto ao Ministério da Economia e da Previdência Social.
Caso não haja entraves legais ou burocráticos federais e, também na Lei Orgânica do Município, a medida em breve estará em vigor.
Para o prefeito empresário,
“se o projeto for colocado em prática deverá contar com todo apoio do Legislativo local já que a medida vem beneficiar igualmente aos servidores públicos da Câmara Municipal, que fazem parte e contribuem com a IPREMOR”. Concluiu.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *