Lula: “Esse tal de ‘mercado’ tinha que fazer promessas pra eu voltar”

Entrevistado por Reinaldo Azevedo o ex-presidente falou sobre vários temas.

Por Kleber Moraes
Central de Jornalismo
01 de abril de 2021.

Logo no início da entrevista o tema foi a declaração de suspeição de Sérgio Moro, que Reinaldo Azevedo foi logo fazendo um desafio ao próprio ex juiz e a todos os procuradores da lava jato “me mostrem em que página da condenação está a prova que incrimina o Lula?”

O ex- presidente emendou no desafio de Azevedo e teceu comentários duros ao ex juiz Sérgio Moro sobre a perseguição a ele e disse que espera que se faça justiça com todos que atuaram na Farsa a Jato e que agiram como foras da lei, colaborando para levar grandes empresas brasileiras a ruína.

Lula disse não ser a favor das privatizações das empresas públicas que são estratégicas para o país, como: Petrobras, Furnas, Caixa, Banco do Brasil, entre outras. Porém, acrescentou que todas essas empresas são empresas de economia mista, ou seja, públicas/privadas e que o estado tem que exercer o controle nas decisões finais dessas empresas por meio de seus conselhos.

Criticou ferrenhamente Bolsonaro sobre a ‘pífia’ gestão ao combate a Covid-19 e que o presidente da república governa ‘dando satisfações’ às milícias.
“Paulo Guedes e Bolsonaro só falam em vender patrimônio público e não falam em geração de empregos, projetos sociais e sobre as estratégias para aquecer a economia. Não existe solução a curto prazo para o Brasil principalmente porque “ninguém quer conversar com Bolsonaro e isso é muito sério”.

Lula termina um break da entrevista mandando um recado à Bolsonaro “quando é que você vai parar de molecagem e vai governar esse país?”.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *