Pazuello, o cacão! Por Juca Kfouri

Em dezembro passado escrevi uma carta ao então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que seguia, como até hoje, general da ativa.

Por Juca Kfouri
Compartilhado por
Central de Jornalismo
05 de maio de 2021

Uma carta preocupada e repleta de boas intenções (AQUI). Hoje, diante da notícia de que ele está fugindo de depor na CPI da Pandemia, deixo de me dirigir a ele, que já teve covid, andou por aí sem máscara, e agora alega estar sob suspeita de nova infecção, algo que um teste resolve em poucas horas. Pazuello é um caso perdido depois de ter esquecido de comprar seringas para vacinação, de ter dito não entender por que tanta “ansiedade” pelas vacinas, enfim, depois de só ter feito caca no ministério, porque não passa disso, trata-se de um cacão, porque nem o g, de general, merece.

Preocupo-me agora e apenas com a imagem do glorioso Exército nacional. Já pensou se Pazuello estivesse à frente de alguma tropa na guerra? Ele bateria em retirada antes da primeira escaramuça, porque se acovarda até diante de desarmados senadores da República.

Nosso Exército já errou quando vítima de plano terrorista de Jair Bolsonaro e foi brando com ele, a quem Ernesto Geisel chamou de “mau soldado”. Ficará calado diante da tremedeira de um seu general? Que imagem passa para a sociedade?

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *