Diário de Viagem: Amapá, a última fronteira para o desenvolvimento nacional

Por Cris Grazina
Central de Jornalismo
18 de junho de 2021

Em nossa quarta imersão na Amazônia quase intocada no estado do Amapá em busca de parcerias com entidades ente públicos e empresas visando colaborar com seu desenvolvimento sustentável criativo e sem degradação ambiental, nos avistamos com inúmeros parceiros e gestores de projetos que poderão ser viabilizados no curto, médio e longo prazo.
Isso vai se viabilizar apartir de linhas de financiamento público e privado, aquisição de terras para conservação e reflorestamento, além de outros inúmeros projetos de interesse que poderão gerar riqueza para o estado, renda e emprego para o cidadão amazônida, guardião do mais valioso tesouro da terra, que ainda não teve o seu devido valor reconhecido.
Por ser desnecessário discorrer sobre as muitas frentes de oportunidades encontradas, convidamos você para acompanhar em resumo, em nossas redes sociais, um pouco mais do que foi essa nossa recente missão ao estado, em nome de parceiros locais, nacionais e internacionais.

MOEDA VERDE AMAZÔNICA E FÓRUM DIGITAL NO AMAPÁ.

Em breve, entre os meses de junho e julho deve ser lançado o primeiro criptoativo sustentável com origem na própria Amazônia brasileira a partir do estado do Amapá.

Trata-se de um meio de pagamento não especulativo voltado para servir como alternativa em pequenas transações diarias para as populações tradicionais ribeirinhas do Amapá que sofrem com a escassez da presença de instituições bancárias tradicionais.
O meio de PAGAMENTO DIGITAL deverá ter o nome de BIO TOKEN, utilizando a moderna tecnologia BLOCKCHAIN de controle e transparência com eficiência global junto à mecanismos anti-fraude de qualquer natureza.
Para contribuir ainda mais com essa efetividade o criptoativo terá o apoio de um banco digital internacional que está se instalando no Brasil.
O projeto contará ainda com um departamento para viabilizar operações especiais que visem a preservação ambiental, reflorestamento de áreas desmatadas com forte apoio social junto às populações tradicionais na região, remunerando via doação e aplicações financeiras conscientes, famílias necessitadas que utilizarem a plataforma para suas transações no dia a dia sem mesmo necessitarem de cartão magnético físico, sendo importante que possuam apenas um celular com linha convencional ou pré-paga.

Para dar visibilidade a esse lançamento, numa união de esforços de muitos parceiros o IBAP (INSTITUTO BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA) que completa 30 anos em 2021, realiza no dia 16 de Julho agora pela Internet/Streaming, o primeiro FÓRUM DIGITAL MACAPÁ 2050 “COMO SEREMOS E ESTAREMOS” na primeira metade do século XXI promovido pelo Instituto com apoio do SEBRAE AMAPÁ, Prefeitura de Macapá, Apple Bank/Digital, BIOTEC /Amazônia, ABC ( Associação Brasileira de Cosmetologia) e FETRAP(Federação de Transportes do Amapá) além de outras instituições voltadas para sustentabilidade dos ecossistemas da Amazônia preservada do estado com desenvolvimento sustentável
na sua capital
onde se concentram 70% de toda a população do Amapá. Especialistas estão sendo convidados e já estão confirmados para o encontro que ainda poderá contar com presença especial brasileira da ONU direto de Nova York, pois a Amazônia Brasileira hoje tem sido o foco das atenções mundiais quando se trata de meio ambiente, preservação e sustentabilidade associadas à economia verde e criativa.

DAVI ALCOLUMBRE COLOCOU O AMAPÁ EM DEFINITIVO NO MAPA DO BRASIL.

Muito se pode falar do senador amapaense Davi Alcolumbre, de bom ou de ruim, só não é possível passar por seu nome, sem reconhecer de pronto seu impressionante dom para fazer política em grande estilo.

Logo após ter presidido o Congresso Nacional onde ocupou interinamente a Presidência da República e agora na função de presidente da poderosa CCJ ( COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA) no Senado, o que mais destaca-se na sua atuação recente é a liberação de verbas orçamentárias federais que o parlamentar direcionou nos últimos 2 anos para sua base eleitoral. Nesse sentido, o Amapá com menos de 1 milhão de habitantes e quase 500 milhões de reais destinados à obras em seu Território, é proporcionalmente o estado que mais recebeu recursos federais no país.
Dentre as inúmeras obras que carregam o selo da ação pró-ativa política de Davi, estão as realizações na saúde, pavimentação e atendimento social.
Da série de conquistas obtidas à partir de indicações e interferência do senador, destaca-se o término de obras do SHOPPING POPULAR que estava encalacrado há 12 anos, agora inaugurado numa iniciativa que além dos recursos do senador também contou com sua movimentação nos bastidores de forma decisiva ao negociar antigo litígio entre proprietários do local e a construtora que deu início as obras e depois abandonou o projeto.
Assim sendo com o funcionamento do SHOPPING POPULAR que já começa a ser chamado carinhosamente de “DAVIZÃO ” chega ao fim o abandono do local e a utilização de outra estrutura até agora existente no centro da capital amapaense, arcaica no pior estilo de camelódromo precário, onde pequenos comerciantes trabalhavam sem nenhuma estrutura, convivendo com a infestação de ratos, expostos a toda sorte de precariedade, sendo a principal delas a invasão da chuva que caía dentro de suas barracas pelo teto, além das inundações causadas pela maré alta do rio Amazonas em certas ocasiões do ano.
Para esse novo cartão postal da cidade, Davi Alcolumbre destinou verbas suficientes para sua finalização depois de tanto anos da obra paralisada.
Por ocasião da inauguração do Shopping, enquanto muitos políticos presentes foram ignorados ou até vaiados, o senador que é atualmente a maior expressão política do estado não passou em branco mais uma vez, foi aplaudido e cumprimentado por todos, principalmente pelos ocupantes do novo e confortável espaço de comércio que vai ajudar na recuperação da economia local pós- pandemia e a devolver o emprego para muita gente que espera ansiosamente sair do sufoco.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *