Agiotagem, sonegação, contrabando: o que a Abin diz sobre Luciano Hang

Agência produziu um documento de 15 páginas em junho de 2020 para alertar o Planalto sobre os riscos da proximidade pública de Bolsonaro com o dono da Havan

Por Correio Braziliense
Compartilhado por
Central de Jornalismo
23 de junho de 2021

Documento sigiloso foi enviado ao Planalto, à Casa Civil e ao alto comando das Forças Armadas para alertar sobre os problemas envolvendo dono da Havan – (crédito: Reprodução)
Um relatório produzido pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entregue à CPI da Covid no Senado, coloca em dúvida a lisura dos negócios do dono da Havan, Luciano Hang.

O documento foi elaborado em junho de 2020 e faz um compilado das investigações e suspeitas que recaem sobre o empresário catarinense para alertar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre os riscos políticos da proximidade entre eles.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *