Bolsonaro confessa crime de prevaricação. E agora?

Confessou o crime de prevaricação e disse que não podia tomar providências sobre o caso Luís Miranda

Central de Jornalismo
10 de julho de 2021

Jair Bolsonaro afirmou, durante entrevista à Rádio Gaúcha neste sábado (10), que não pode tomar providências sobre tudo que chega até ele.

A declaração foi feita em referência ao encontro mantido com o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), no qual o parlamentar teria revelado um esquema de corrupção envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin.

Ele também chamou de “bandidos” os senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Omar Aziz (PSD-AM) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que integram a CPI da Covid. “Ele (Luis Miranda) pediu uma audiência pra conversar comigo sobre várias ações.

Eu tenho reunião com mais de 100 pessoas por mês, dos mais variados assuntos. Eu não posso simplesmente, ao chegar qualquer coisa pra mim, tomar providência”, disse Bolsonaro.

E agora, quais serão as providências a serem tomadas pela CPI, pelos partidos de oposição junto ao Supremo, caso Lira não aceite novamente abrir a votação para o impeachment?

O STF por lei poderá intervir nessa decisão ou mesmo forçar Lira a fazer o que tem que ser feito?

Bom, essa próxima semana será quente em Brasília

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *