Pixulé , sexo e vacinas- Por O Antagonista

A Revista Crusoé revela a denúncia de Luis Miranda sobre o transporte de vacinas, envolvendo uma empresa ligada a Arthur Lira, Ciro Nogueira e Flávio Bolsonaro.

Por O Antagonista
Compartilhado por
Central de Jornalista
18 de julho de 2021

O pixulé no Ministério da Saúde, revelado por Eduardo Pazuello, ganhou novos – e explosivos – protagonistas: Arthur Lira, Ciro Nogueira e Flávio Bolsonaro.

Segundo a Crusoé, Luis Miranda encaminhou à CPI da Covid uma denúncia envolvendo um contrato para o transporte de vacinas com a empresa VTCLog.

“A pressão política envolvendo o contrato começou justamente porque a gestão Pazuello, que assumiu o ministério no meio da pandemia, não queria atender aos pedidos de reajuste contratual feitos pela empresa e ameaçava rescindir o contrato. A partir deste momento, outros dois personagens graúdos aparecem na trama: os senadores Ciro Nogueira e Flávio Bolsonaro. De acordo com as informações encaminhadas à CPI, o dono da VTCLog, Carlos Alberto de Sá, conhecido como Carlinhos, pediu a ajuda de um amigo chamado Flávio Loureiro de Souza, que é próximo de Ciro, do filho 01 do presidente, Flávio Bolsonaro, e do próprio Arthur Lira, para solucionar o impasse dentro do ministério (…).

À Crusoé, Flavinho admitiu não apenas cultivar relação com os políticos citados, incluindo Flávio Bolsonaro, que jogaria ‘futebol em sua casa’, como afirmou, em nome da manutenção da ‘amizade com Ciro Nogueira’, ter perdoado um caso extraconjugal de sua própria mulher com o senador que hoje integra a tropa de choque do governo na CPI.”

Ela explica tudo: o fim da Lava Jato, a blindagem de Jair Bolsonaro contra o impeachment e os 500 mil mortos de Covid.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *