Biotec-Amazonas apresenta o genoma do açaí no Fórum Mundial de Bioeconomia

Central de Jornalismo
18 de outubro de 2021

O Fórum Mundial de Bioeconomia 2021 é um evento híbrido, com transmissão também, ao vivo, de Belém. O evento inaugural foi sediado, concomitantemente, em Belém, Brasil e em Helsinki, na Finlândia.

Fórum de Negócios da Sociobiodiversidade da Amazônia é um evento paralelo ao Fórum Mundial de Bioeconomia. O Diretor Técnico-Científico da Organização Social BioTec-Amazônia, Artur Luiz da Costa da Silva, participa como painelista do PAINEL 3: Cadeia do Açaí, que acontece dentro do Fórum de Negócios, e que tem como mediadora Kelly Castro, da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) e a presença de Fernanda Stefani – 100% Amazônia (Presencial) e João Thiago Rodrigues de Sousa – Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) (On-line). O objetivo da mesa é discutir os desafios, políticas, oportunidades e bioprodutos da cadeia. O painel acontece nesta segunda-feira, dia 18 de outubro, das 16h às 18h.

O pesquisador Artur Silva, diretor técnico-científico da BioTec-Amazônia e coordenador do Laboratório de Engenharia Biológica (Engbio), presente no painel da Cadeia do Açaí, vai realizar o estudo do genoma do açaí. No encontro vai poder explicar como será realizada a pesquisa que vai trazer informações até então desconhecidas de uma fruta tão importante para Amazônia e para o mundo, por conta da internacionalização de produtos a base do açaí brasileiro e por ser o açaí um importante componente da alimentação e, portanto, da subsistência da população de baixa renda da Amazônia.

A partir de um mapa metabólico da célula, é possível entender como funciona a anatomia fisiológica molecular de uma espécie do fruto. O Engbio é um laboratório de pesquisa, instalado no Parque de Ciência e Tecnologia – PCT Guamá, e faz parte do grupo de laboratórios da Universidade Federal do Pará – UFPA que dão suporte à BioTec-Amazônia para ações estratégicas de coordenação e elaboração de pesquisas com recursos do Governo do Estado. A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) vinculada a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), assinou convênio com a Associação BioTec-Amazônia, para execução do projeto Genoma do Açaí.

O Fórum de Negócios é um talkshow com debates intersetoriais que mesclam academia, setor produtivo, comunidades tradicionais, investidores, gestores, etc. Organizado pela Universidade Federal do Pará, Universidade Federal do Oeste do Pará e Governo do Estado do Pará, tem como público-alvo a sociedade civil, PCT’s, acadêmicos, empreendedores de negócios sustentáveis, investidores, estudantes e jornalistas especializados.

Abertura do Fórum – O Diretor – Presidente da Associação BioTec-Amazônia, Professor José Seixas Lourenço, participa do Fórum Mundial de Bioeconomia, que será realizado em Belém (PA), e vai até quarta-feira, 20 de outubro, na Estação das Docas. A BioTec-Amazônia é uma organização social qualificada pelo Governo do Estado do Pará, via Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), para promover o uso sustentável da biodiversidade estadual e regional.

É a primeira vez que o Fórum Mundial de Bioeconomia ocorre fora da Europa. O Diretor – Presidente da Organização Social BioTec-Amazônia participa das atividades oficiais do evento desde a Cerimônia oficial de abertura do Fórum que conta com a presença de Helder Barbalho, do Governador do Estado do Pará; Mária Alexandra Moreira Lopes, Secretária Geral da Organização do Tratado de Cooperação Amazônia; Governador Flávio Dino de Castro e Costa, Presidente do Consórcio de Governadores e Hamilton Mourão, Vice Presidente do Brasil.

O Diretor – Presidente da Associação BioTec-Amazônia participa da mesa Bioeconomia: Pessoas, Planeta e Políticas com a Palestra de abertura Visão geral sobre bioestratégias globais; do Painel 1 Bioestratégias em todo o mundo, tendo como painelista Dr. Arturo Louis Luna Tapia – Responsável por parcerias do ICGEB, Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação da Colômbia, Ignasi Rodríguez Galindo – Responsável pelas relações exteriores, Ministério da Agricultura, Pecuária, Pesca e Alimentação Governo da Catalunha, entre outros.

Também ocorre o discurso principal: Status da economia global realizado por Joaquim Vieira Ferreira Levy Diretor de Estratégia Econômica e Relações com Mercados do Banco Safra no Brasil e o Painel 2 Financiamento Sustentável, com o painelista Gustavo Montezano – Presidente do Banco Brasileiro de Desenvolvimento BNDE; Mary Lystad – Líder do setor global, investimentos em produtos florestais The International Financing Corporation IFC; Ana Yang – Diretor Executivo do Hoffmann Center em Chatham House e Sergio Rial – CEO Santander da América Latina.

O Fórum Mundial de Bioeconomia 2021 é um evento híbrido, com transmissão também, ao vivo, de Belém. O evento inaugural foi sediado, concomitantemente, em Belém, Brasil e em Helsinki, na Finlândia. Neste evento o organizador, anfitrião e parceiros deram suas boas-vindas, seguidos de palestrantes brasileiros notórios, incluindo o ganhador do prêmio Nobel, Dr. Carlos Nobre.

Quando se trata de bioeconomia, não há um critério fixo, mas sim diferentes bioeconomias, cada qual com seus pontos fortes. Esta é uma das razões principais pelas quais o Fórum Mundial de Bioeconomia 2021 (World BioEconomy Forum) ocorre no Brasil. O Fórum Mundial de Bioeconomia busca apresentar Belém e o estado do Pará como um verdadeiro foco da bioeconomia circular em 2021, e compartilhar sua história com a sociedade global de bioeconomia circular.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *