Rogério Cruz inaugura primeira “árvore digital” de Goiânia em praça revitalizada no Setor Leste Vila Nova, e anuncia outras 10 estruturas que fornecem Internet grátis para moradores

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação – Prefeitura de Goiânia

Em evento que aconteceu na manhã desta sexta-feira (04/02), o prefeito Rogério Cruz inaugurou a primeira “árvore digital” de Goiânia – equipamento que fornece internet gratuita no local 24 horas por dia – e anunciou outras 10 serem entregues em breve. A primeira está instalada na Praça Tamanduá, no Setor Leste Vila Nova, Região Leste da capital, que foi revitalizada.

“Esta é a primeira das várias “árvores” digitais que vamos instalar em Goiânia. O objetivo é o de modernizar a cidade, ampliar o acesso gratuito à internet e conectar pessoas”, afirma o prefeito Rogério Cruz.

O sinal da rede wi-fi 4G será aberto à comunidade e não se exigirá cadastro ou senha. A “árvore” tem também entradas USB para carregamento de celular e de outros aparelhos com a mesma conexão.

A obra de revitalização da praça durou dois meses e envolveu as secretarias municipais de Infraesturutra, Planejamento e a Companhia Municipal de Urbanização de Goiânia (Comurg). A praça tem 3.627 m² de área e recebeu nova pista de caminhada, com piso tátil e pergolado; pet place; kit de brinquedos e academia ao ar livre.

Essa praça é uma das mais antigas de Goiânia e em breve passará a se chamar Pastor Jorge Branco Gouveia, líder cristão que faleceu em setembro de 2020, aos 84 anos. Gouveia era presidente de honra do Ministério Vila Nova da Igreja Assembleia de Deus. A aprovação do projeto que trata da mudança de nome deve acontecer na Câmara Municipal em pouco tempo.

A “árvore” é uma estrutura de metal de 4,5 metros de altura e funciona com energia limpa. Possui cinco painéis para absorção de luz solar, e cada painel é dotado de uma placa de armazenamento de energia. Estas placas vão garantir com que haja sinal de internet 24 horas por dia, ainda que o tempo esteja nublado.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *