CPI para investigar Moro e Dallagnol já conta com as 171 assinaturas necessárias-Central de Jornalismo

Hacker confirma: Moro e Dallagnol armaram para Lula

Armação da Lava Jato contra Lula, revelada por hacker, pode levar Moro e Dallagnol para a prisão.

Por Benildes Rodrigues/Xapuri
Compartilhado por
Central de Jornalismo
Em 15 de janeiro de 2021

Durante sessão virtual da Câmara dos Deputados, o deputado Rogério Correia (PT-MG) alertou para a gravidade do conteúdo da recente entrevista do hacker Walter Delgatti, concedida à emissora CNN Brasil.

Para o deputado, a apuração rigorosa desses fatos pode levar Sérgio Moro e Deltan Dallagnol à prisão. Ambos conduziram o processo na Lava Jato que levou o ex-presidente Lula à prisão injusta e arbitrária, em abril de 2018. “Estamos vendo agora a que nível chegou a perseguição neste País. O hacker viu tudo, sabia de tudo e agora testemunha. O lugar do Moro e do Dallagnol é na cadeia”, defendeu Rogério Correia.

“O que assistimos é o hacker dizendo claramente que o único objetivo deles (Moro e Dallagnol) era prender o Lula. O hacker deixa claro que o fato pelo qual prenderam o Lula não existia, que eles combinavam tudo, em especial com três ministros do Supremo: Fachin (Edson), Barroso (Luís Roberto) e Fux (Luiz)”, relatou Rogério Correia.

O parlamentar se referiu ao trecho da entrevista em que Walter Delgatti, conhecido como hacker de Araraquara, foi taxativo em afirmar: “O foco era o Lula, mas os empresários, também, e outros políticos, ou diretores da Petrobras que eles mantinham presos até a pessoa falar. Exemplo: o Léo Pinheiro. Eles falavam: ‘Se ele enviar, fizer a delação e não falar do Lula, não será aceita’. Tinha conversa assim”, diz o hacker na entrevista.

Na opinião do deputado, a entrevista corrobora àquilo que a defesa do ex-presidente Lula vem afirmando desde o começo da operação. “Fizeram uma perseguição e levaram Lula à prisão sem nenhuma prova. Isso foi arquitetado com o Juiz Sérgio Moro”, acusou o deputado.

“O hacker, na CNN, disse que eles arquitetaram e até tentaram a prisão de dois ministros do STF, o ministro Gilmar Mendes e Dias Toffoli”, explicou o deputado se reportando a outro trecho da entrevista em que o entrevistado relata a intenção dos mentores da Lava Jato.

CPI
Para investigar profundamente as ações comandadas pelos dois representantes do Sistema de Justiça Brasileiro, Rogério Correia sugeriu a instalação imediata da CPI da Lava Jato que se encontra na fila para ser apreciada pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A CPI, articulada por um grupo de parlamentares, já conta com as 171 assinaturas exigidas pelo Regimento Interno da Câmara dos Deputados. O objetivo da comissão é investigar a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro da 13.ª Vara Federal de Curitiba, tornadas públicas pelo site The Intercept.

O deputado petista também solicitou adesão de seus pares à CPI que ele está propondo para investigar o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro e o procurador e coordenador da força tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol. O objetivo do colegiado é Investigar Moro, Dallagnol e o que eles fizeram durante todo esse procedimento da Lava-Jato.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *