José Dirceu defende “remover Bolsonaro de presidente” em 2021

Zé Dirceu/Gazeta do Povo

O ex-ministro petista condenado na Lava Jato, José Dirceu, criticou o presidente Jair Bolsonaro em artigo publicado nesta quarta-feira (6) no Poder 360 e defendeu “remover Bolsonaro do cargo de presidente”. No texto, Dirceu acusa o governo de ser autoritário, corrupto, e faz críticas à política externa adotada pelo atual governo e às ações de combate à pandemia da Covid-19.

“Nunca houve um governo criminoso e irresponsável como o atual, na realidade um governo militar, autoritário, de extrema direita, obscurantista e fundamentalista”, disse o petista. “Um governo corrupto começando pela família do presidente e, também, corruptor ao capturar as instituições –como a Polícia Federal, a Receita Federal, o Coaf, o Ministério Público”, emendou.

Em outro ponto, Dirceu questiona o alinhamento da atual gestão com os Estados Unidos e critica a política externa adotada por Bolsonaro, por não priorizar a relação comercial com países vizinhos. “Temos um governo que simplesmente nega o novo mundo que emerge na crise, com alinhamento total aos Estados Unidos de Trump e hostil à China e à União Europeia. Um governo que abandonou o Mercosul e a integração sul americana, nossa natural e necessária aliança geopolítica, solução e saída para o desenvolvimento nacional”, escreveu.

No artigo, José Dirceu defende ainda que o presidente Jair Bolsonaro sofra impeachment antes das eleições presidenciais e prega a criação de uma Frente Popular de esquerda. “Não podemos esperar por 2022 para derrotar este desgoverno. Nossa tarefa principal, em 2021, é remover Bolsonaro do cargo de presidente, de forma legal e constitucional”, disse.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *