“Falta reagentes para testes de Covid-19 num governo que também não reage” – Kleber Moraes

Ministério da Saúde tem estoque parado de quase 10 milhões de testes para Covid-19

Por Revista Fórum
Compartilhado por Central de Jornalismo

Número é o dobro do que foi distribuído até então. Pasta comprou lotes do produto sem ter garantia de que haveria insumos para processar os exames.

O Ministério da Saúde acumulou um estoque de 9,85 milhões de testes para Covid-19. O número é quase o dobro dos cerca de 5 milhões de exames distribuídos até então aos Estados e municípios pelo governo federal. A informação é do jornal Estado de S.Paulo.

De acordo com o ministério, os testes não estão sendo distribuídos por falta de insumos para processar os exames. O governo de Jair Bolsonaro, portanto, comprou milhares de lotes de exames sem ter garantia de que haveria todos os reagentes necessários.

Em nota, o Ministério da Saúde afirmou que teve dificuldades para comprar os insumos no mercado internacional, mas que está estabilizando a distribuição. A pasta ignorou questionamentos do jornal sobre possíveis alertas de técnicos durante o planejamento da compra dos testes.

A escassez de exames tem sido um dos principais argumentos utilizados por centros de pesquisa e universidades para justificar uma possível subnotificação dos casos da doença no Brasil.

Técnicos do ministério chegaram a projetar que o país realizaria 110,5 mil testes por dia, segundo ata do Centro de Operações de Emergência (COE) da pasta, de 4 de junho. A média diária em julho, no entanto, foi de 15,5 mil exames, segundo último boletim epidemiológico da Saúde.

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *