Escritor, morador do caracol no ‘Complexo da Penha’ ganha Prêmio Jabuti

Otávio espera com o prêmio incentivar a favela

Por Jornal Meia Hora
Compartilhado por
Central de Jornalismo

É por meio das palavras que Otávio Júnior, de 37 anos, retrata a favela não só para os próprios moradores, como também para quem é de fora. Cria do Morro do Caracol, no Complexo da Penha, o escritor já tem seis livros publicados e o mais recente deles, “Da Minha Janela”, de 2019, foi o vencedor, no último dia 26, da categoria infantil do Prêmio Jabuti, o Oscar da literatura brasileira.
“Ver a literatura periférica sendo coroada em um prêmio desses é uma forma de incentivar jovens a contarem suas histórias e a persistirem em seus sonhos, sejam eles quais forem”, comemora o escritor. “Minha ideia com o prêmio é mostrar para o mundo que nós temos muitos talentos. Imagina a quantidade de outros autores, ilustradores, cineastas, músicos e empreendedores que tem na favela?! É só dar a oportunidade”.
Otávio começou a se aproximar da leitura ainda na infância quando, aos oito anos de idade, achou um exemplar do livro infantojuvenil “Don Gatón” em um lixão de sua comunidade. A partir dali, ele começou a visitar bibliotecas comunitárias para devorar palavra por palavra de vários autores.

“Fiquei encantado com os livros, com os espaços de leitura e com as bibliotecas que frequentava”, relembra.

@otaviojuniorautor

@riodeboasnoticias @jornalmeiahoraoficial

Administrador

Fonte Segura: Central de Jornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *